Anvisa nega certificado de boas práticas a fabricante da Covaxin

Certificação é um dos requisitos para que um imunizante possa ser registrado e liberado para uso no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou nesta terça-feira, 30, a certificação de boas práticas à empresa indiana de biotecnologia Bharat Biotech, fabricante da Covaxin, vacina contra a covid-19. A obtenção do certificado é um dos requisitos para que um imunizante seja registrado pelo órgão para uso no Brasil.

Leia mais: “Covaxin gera alta resposta imunológica contra o novo coronavírus”

Empresas como Pfizer, Janssen, Sinovac e AstraZeneca, que desenvolveram outras vacinas contra a covid-19, já obtiveram a certificação de boas práticas da Anvisa. Com a decisão da agência em relação à Bharat Biotech, o cronograma estipulado pelo Ministério da Saúde para o repasse de doses de vacinas aos estados e municípios será prejudicado.

Segundo o último documento divulgado pela pasta, no dia 19 de março, o país contaria com 8 milhões de doses da vacina indiana ainda neste mês e outros 4 milhões em maio. Com a negativa da Anvisa, a projeção de entrega do governo federal cairá de 47 milhões para 39 milhões de doses em abril. Até o momento, a Covaxin não foi aprovada para uso emergencial no Brasil.

Leia também: “O que falta para o Brasil acelerar a vacinação?”, reportagem publicada na Edição 50 da Revista Oeste

Fonte: https://revistaoeste.com/brasil/anvisa-nega-certificado-de-boas-praticas-a-fabricante-da-covaxin/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.