A chance de tempestades acabou de dobrar

Foto por Frank Cone em Pexels.com

8 de abril de 2021: Se você acha que está a salvo de tempestades geomagnéticas, pense novamente. Um novo estudo publicado no periódico Space Weather descobre que tempestades poderosas podem ser duas vezes mais prováveis do que se pensava anteriormente.

Jeffrey Love, da USGS, autor do estudo, analisou as tempestades geomagnéticas mais fortes da Terra desde o início dos anos 1900. Estudos anteriores olharam apenas para a década de 1950. Os dados extras levaram a uma surpresa:

“Prevê-se que uma tempestade tão intensa quanto, digamos, o Apagão de Québec de 1989 ocorra, em média, a cada quatro ciclos solares. Isso é duas vezes mais frequentemente estimado usando apenas o conjunto de dados tradicional mais curto”, diz Love.

Acima: Os dados que Love usou em sua análise de valor extremo. Círculos vermelhos e azuis denotam as duas tempestades mais fortes em cada ciclo solar.

Um estudo como este é parte física, parte matemática, e parte trabalho de detetive.

O Love passou os últimos anos cavando profundamente em registros históricos, tentando descobrir com que frequência ocorrem tempestades geomagnéticas intensas. É complicado. Mesmo quando registros antigos de atividade magnética são publicados, nem sempre são fáceis de encontrar ou interpretar. Love lembra o exemplo de Vassouras, Brasil, onde importantes dados magnéticos foram registrados durante a Grande Tempestade Geomagnética de maio de 1921.

CONTINUE LENDO > https://spaceweatherarchive.com/2021/04/08/the-chance-of-storms-just-doubled/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.