Justiça proíbe que estudante inicie curso de engenharia na USP por ter adotado ‘homeschooling’ – Terça Livre TV

A juíza Erna Tecla Maria Harkvoort, responsável pela Vara da Infância e Juventude de Sorocaba (SP), decidiu nesta sexta-feira (23) que a jovem Elisa de Oliveira Flemer, de 17 anos, após ser aprovada no vestibular, não poderá cursar engenharia na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Harkvoort alega que a estudante não poderia ter trocado o ensino médio na escola pelo “homeschooling” (educação em casa).Segundo a juíza, “homeschooling” não está previsto na atual legislação brasileira. Por isso, mesmo tendo passado no vestibular da USP, alegou que a jovem não exibiu documentos que comprovem “altas habilidades e maturidade mental para frequentar o ensino superior em detrimento da educação básica regular”.Elisa Flemer, que não frequenta a escola desde 2018 (quando estava no 1º ano do ensino médio) e adotou o “homeschooling”, tirou quase mil pontos na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além de ter conquistado o 5º lugar no curso de engenharia civil da Escola Politécnica da USP.“Fazia a lição ali em 20 minutos e ficava o resto da aula lendo, divagando, escrevendo e desenhando”, apontou Elisa como era quando ainda estava na escola. Sentindo que não estava aproveitando bem o tempo, a jovem descobriu pela internet o “homeschooling”, principalmente em sites em inglês, e diz que se apaixonou pela ideia.

Fonte: Justiça proíbe que estudante inicie curso de engenharia na USP por ter adotado ‘homeschooling’ – Terça Livre TV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.