Um surto de uma doença misteriosa está ganhando as manchetes no Canadá. Uma doença neurológica batizada de “Síndrome de New Brunswick” afetou dezenas e matou seis pessoas nos últimos meses na região que lhe deu o nome. “A cada ano, desde 2018, o número de casos tem aumentado. E não sabemos por quê. Não sabemos o que está causando isso. Sabemos que está acontecendo e provavelmente está se espalhando”disse o neurologista local Dr. Alier Marrero ao jornal Toronto Star, alertando que “estamos expostos a algo desconhecido a que não fomos expostos antes”.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

‘Está acontecendo e provavelmente está se espalhando’: Autoridades de saúde canadenses perplexas com uma misteriosa doença do cérebro

Fontes:  Toronto Star  –  Rússia Today

Pelo menos 48 pessoas com idades entre 18 e 85, quase igualmente homens e mulheres, sofrem de uma doença inexplicável e ainda NÃO IDENTIFICADA, que fez com que sua saúde se deteriorasse rapidamente. Alucinações visuais e auditivas, perda de memória, dificuldade para andar e problemas de equilíbrio estão entre os sintomas da misterioscondição , que já matou seis pacientes até agora.

Esta semana, o governo da província canadense de New Brunswick, principalmente afetada, localizada na costa do Atlântico, intensificou seus esforços para lidar com o surto de uma doença desconhecida e ainda não identificada, que havia, até recentemente, sido ofuscado pela pandemia do coronavírus. Um comitê de especialistas foi criado para agilizar a investigação do que está sendo referido como o Grupo de Síndrome Neurológica de Causa Desconhecida de New Brunswick.

“A descoberta de uma síndrome potencialmente nova, mortal e desconhecida é assustadora”, disse a ministra da Saúde de New Brunswick, Dorothy Shephard, em entrevista coletiva na quinta-feira, acrescentando que os moradores estão “preocupados e confusos” com a nova doença.

Embora as pessoas na província tenham sofrido de sintomas alarmantes que parecem resultar da mesma doença desconhecida que causa danos ao cérebro nos últimos anos, nenhuma causa certa foi ainda identificada. Autoridades de saúde têm investigado a potencial exposição ambiental e animal, mas a incerteza prevalece.

Neste momento, não sabemos. Tudo está na mesa. Vamos examinar todas as possibilidades e, com sorte, … desenvolveremos um bom entendimento”, disse um dos co-presidentes do comitê, Dr. Edouard Hendriks. A outra, Dra. Natalie Banville, admitiu que nenhum conselho pode ser dado às pessoas sobre como – ou se – elas podem se proteger da doença, já que os especialistas não determinaram sua origem.

Estamos pesquisando. Não temos causas ambientais, não temos causas genéticas, não temos causas medicamentosas – não temos causa estabelecidadisse Banville .

Todas as possibilidades estão sendo estudadas, incluindo a contaminação por toxinas, bactérias ou vírus. Para tentar descobrir o mistério, um extenso questionário foi elaborado por funcionários de saúde. Destinado a pacientes e familiares, pode levar até quatro horas para ser concluído. Uma clínica especial para diagnosticar e tratamento de pacientes suspeitos também foi aberta.

“Isso me assusta porque não sei como lidar com isso no dia a dia”, disse Luc Leblanc. “Você sabe, eu tenho filhos, eu tenho uma família.”

Ainda é um grande choque”, disse Luc Leblanc, que foi diagnosticado com a síndrome desconhecida, ao CTV News do Canadá. “Nunca recebi as respostas que estava procurando, ou como lidar com a situação, ou como estender minha vida”, disse o homem de 41 anos. Ele está sofrendo de problemas de concentração e perda de memória e descreveu sua condição como “uma bomba-relógio“. “Você não sabe quanto tempo tem”, disse ele.

A vida de outro paciente também foi revirada pelo misterioso distúrbio cerebral. Gabrielle Cormier, cujos sintomas neurológicos incluem problemas de visão, andar repentino e incapacidade de ficar em pé, foi diagnosticada aos 20 anos de idade. “Não sei mais ler, o que é uma pena, porque adoro ler. Não consigo me mover … Eu era muito ativa antes”, ela explicou ao CTV News, assista ao vídeo abaixo.

VIDI Test Page (9c9media.com)

As pessoas que vivem na região estão “frustradas” há meses, admitiram as autoridades esta semana. Houve reclamações de falta de comunicação e transparência por parte das autoridades de saúde, com os moradores agora exigindo instruções públicas regulares sobre o problema preocupante.

A doença foi observada pela primeira vez em New Brunswick em 2015 pelo neurologista local Dr. Alier Marrero. Ao longo dos anos, mais pacientes surgiram, exibindo sintomas semelhantes de demência e movimentos musculares estranhos, entre outros distúrbios. Quando o número de pessoas afetadas começou a crescer, o médico concluiu que estava lidando com algo que não havia sido observado antes no mundo médico e soou o alarme.

Os médicos em New Brunswick identificaram mais pacientes com sintomas incomuns que eles não puderam diagnosticar a doença que os causam desde o início de 2020. Eles primeiro os associaram a outro distúrbio cerebral raro, a doença de Creutzfeldt-Jakob (CJD), mas os pacientes tiveram resultado negativo quando testados. Uma definição de caso separada para os sintomas desconcertantes foi esboçada em janeiro deste ano, no entanto, a misteriosa doença foi exposta publicamente somente depois que um memorando interno de um oficial médico sênior vazou em março.

“A cada ano, desde 2018, o número de casos tem aumentado. E não sabemos por quê. Não sabemos o que está causando isso. Sabemos que está acontecendo e provavelmente está se espalhando ”, disse o neurologista local Dr. Alier Marrero ao jornal Toronto Star, alertando que “estamos expostos a algo desconhecido a que não fomos expostos antes”.

Via: https://thoth3126.com.br/surto-de-doenca-cerebral-desconhecida-eclode-no-canada-com-vitimas-fatais/